Al-Qaeda ameaça atacar cristãos indiscriminadamente

Discussão em 'Internacional (Notícias)' iniciado por JuizDidi, Novembro 4, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Terrorismo

    Al-Qaeda ameaça atacar cristãos indiscriminadamente

    Económico com Lusa
    04/11/10

    A frente da Al-Qaeda no Iraque ameaçou hoje fazer mais ataques contra cristãos “onde quer que se encontrem”.

    O grupo designado Estado Islâmico do Iraque (EII), que junta a Al-Qaeda e insurgentes sunitas, reivindicou a responsabilidade pelo ataque contra uma igreja católica na baixa de Bagdade, durante a missa, que provocou 58 mortos.
    O ataque foi explicado, em comunicado divulgado por sites islamitas na Internet, com o fim do prazo dado aos coptas egípcios para que libertassem as mulheres, o que autorizava os combatentes do EII a atacarem os cristãos indiscriminadamente.
    Não está claro o que levou o grupo a assumir as disputas sobre a conversão entre os muçulmanos egípcios e a minoria cristã.
    Quando anunciou as suas razões para o ataque à igreja, o grupo disse que dera 48 horas aos coptas para que libertassem as mulheres que, garante, se converteram ao islão, além de também ter reclamado a libertação dos presos da Al-Qaeda no Iraque.
    "Todos os líderes e seguidores cristãos, todos os centros cristãos, todas as organizações e instituições cristãs são alvos legítimos para os mujahidin (guerreiros sagrados), onde quer que se encontrem", afirma.
    O EII mencionou especificamente duas mulheres egípcias casadas com padres coptas, que se teriam alegadamente convertido ao islamismo para poderem abandonar os maridos, uma vez que o divórcio é proibido por aquela igreja.
    Nos últimos anos, no Egipto, a discussão sobre este tipo de alegadas conversões tem exacerbado as tensões entre cristãos e muçulmanos, já elevadas devido à construção de novas igrejas.
    A questão da conversão tem-se tornado um ponto de atracção e união para islamitas fundamentalistas no Egipto.



    in DE
     
LMPC