Banco Alimentar: "As instituições estão no seu limite"

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 10, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Isabel Jonet

    "As instituições estão no seu limite"


    10/11/10

    “Há cada vez mais procura e as instituições atingiram o seu limite humano e de recursos”, garante Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome.

    Os produtos que o Banco Alimentar entrega a instituições de solidariedade social chegam, actualmente, a 280 mil pessoas. Cerca de 11% desses alimentos têm origem no Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados (PCAAC), que é gerido pelos ministérios da Agricultura e da Solidariedade Social.
    Sobre a acusação de desperdícios no programa comunitário que surgiram ontem na imprensa, Isabel Jonet assegura que o cabaz distribuído por quatro Bancos Alimentares (Lisboa, Porto, Setúbal e Aveiro) "chega ao seu destino". "Nenhum dos produtos entregues pelo Banco Alimentar é desperdiçado", porque "são distribuídos ao longo de um período mais alargado (entre seis e nove meses) e incluídos nos cabazes".
    Já sobre os produtos que são entregues "em grandes quantidades e de uma só vez" pela Segurança Social, Isabel Jonet não dá as mesmas garantias, assumindo que "não faz sentido" ser a Segurança Social a fazer a distribuição, por não ter "vocação para isso". A presidente da instituição rejeita ainda as críticas à qualidade dos produtos, defendendo que seria possível até trocar alguns alimentos por outros equivalentes "de qualidade inferior mas em maior quantidade".
    Isabel Jonet falava no lançamento do "Banco de Livros", uma iniciativa da Bertrand, desenvolvida com a Entreajuda, - spin-off do Banco Alimentar que ajuda as empresas a desenvolver o potencial de responsabilidade social - e a Fundação Pro Dignitate, com o objectivo de distribuir livros novos junto de instituições de solidariedade social ligadas que desenvolvem actividades com crianças. A campanha tem início a 15 de Novembro e termina a 5 de Dezembro em todas a livrarias do grupo. Em 2010, a Entreajuda fez mais de 200 projectos de responsabilidade social para empresas.



    in DE
     
LMPC