BANDA C, ku

Discussão em 'Links\ Tópicos informativos' iniciado por loys77, Novembro 5, 2007.

Tags:
  1. loys77

    loys77 Membro Digital

    [FONT=&quot]FAQ-BANDA C[/FONT]
    [FONT=&quot]Introdução[/FONT]
    [FONT=&quot]Na Europa a Banda C é muito pouco utilizada, uma vez que a maioria dos satélites europeus trabalha em Banda Ku. Todas as plataformas de TV europeias estão em Banda Ku.[/FONT]
    [FONT=&quot]No entanto para os amantes da TV por satélite esta e sempre uma hipótese a considerar pois existe um vasto leque de satélites, noutras latitudes a transmitir em Banda C (principalmente nos países latino-americanos (Brasil incluído).[/FONT]
    [FONT=&quot]A Banca C é também muito interessante para toda a comunidade africana e russa uma vez que nessa áreas geográficas esta banda e muito utilizada e pode captar-se em Portugal.[/FONT]

    [​IMG]

    [FONT=&quot]Características [/FONT]
    [FONT=&quot]A Banda C é uma faixa de frequência utilizada nas comunicações com satélites que tem a seguintes características:[/FONT]
    [FONT=&quot]Nas transmissões via satélite, a banda C é composta por duas faixas: [/FONT]
    [FONT=&quot]Espectro de frequência de [/FONT][FONT=&quot]3,7 GHz a 4,2 GHz, usada para recepção (satelite-terra) e a que vai de 5,925 GHz a 6,425 GHz é usada na transmissão (terra-satelite ).[/FONT]
    [FONT=&quot]Banda C e a Televisão por Satélite [/FONT]
    [FONT=&quot]Possibilita a recepção/transmissão de canais satélite a grandes distancias, na Europa é possível captar emissões da América do sul, América do Norte, Africa e outros (ver footprints de cobertura)[/FONT]
    [FONT=&quot]A Banda C, é utilizada na comunicação por satélites e também em links terrenos. O termo é usado também para designar os primeiros serviços de TV via satélite, que usavam e usam essa faixa de frequências.[/FONT]

    [FONT=&quot]Os sinais digitais transmitidos em Banda C igualam-se em qualidade aos dos DTHs (banda Ku), a diferença está no equipamento utilizado para receber esses sinais, enquanto o DTH usa pequenas parabólicas, a Banda C utiliza antenas parabólicas convencionais.[/FONT]

    [FONT=&quot]O facto das frequências utilizadas pela Banda C serem mais baixas melhora o seu desempenho sob condições meteorológicas adversas sendo por isso mais fiáveis que as da Banda Ku[/FONT]
    [FONT=&quot]Ao mesmo tempo porem as frequências de Banda C estão mais congestionadas e são mais vulneráveis as interferências terrestres[/FONT]


    [​IMG]


    [FONT=&quot]Antenas parabólicas para Banda C[/FONT]

    [FONT=&quot]Comparativamente com a Banda Ku a Banda C requer a utilização de antenas parabólicas relativamente grandes, sugere-se o uso de uma antena com a dimensão mínima de 1.80m por forma a receber em condições os satélites.[/FONT]
    [FONT=&quot]A antena parabólica tem que ser uma antena de foco primário ( não pode ser do tipo offset.) Uma antena de foco primário é redonda enquanto que a offset é oval. [/FONT]
    [FONT=&quot]Nestas antenas de foco primário o LNB fica posicionado ao nível do centro da antena (nas antenas tipo offset LNB esta situado na parte de baixo da antena). [/FONT]
    [FONT=&quot]A antena tem que ter uma determinada profundidade para poder funcionar correctamente, Nos iluminadores (feeds) para banda C, a profundidade mede-se em f/D. Os iluminadores para banda C são fabricados para um f/D entre aprox. 0,35 e 0,42. Algumas antenas de foco primário têm um f/D superior a 0,5 e por conseguinte não estão aptas a funcionar com os iluminadores de Banda C. [/FONT]


    [​IMG]

    [FONT=&quot]Iluminador e LNB [/FONT]
    [FONT=&quot]O iluminador e essencialmente a antena (a parabólica é um reflector) e o LNB é uma parte electrónica que mistura para baixo a frequência recebida (de aprox. 4 GHz até aprox. 1 GHz) até uma frequência que pode ser enviada pelo cabo coaxial ao descodificador digital.[/FONT]

    [​IMG]

    [FONT=&quot]O LNB é também diferente do utilizado normalmente em Banda Ku, [/FONT]
    [FONT=&quot]Relativamente ao LNB, o ideal e utilizar um polarotor (permite-nos mover manualmente o dipolo que recebe o sinal na posição óptima para cada polaridade. Com este dispositivo obtemos una recepção óptima tanto para as polaridades lineares, como para as polaridades circulares. Para poder controlar a posição do dipolo, os receptores incorporam a funcão "skew control) ou co-rotor, se também se pretende aproveitar para receber as Bandas C e Ku com a mesma antena.[/FONT]

    [​IMG]


    [FONT=&quot]É possível através de [/FONT][FONT=&quot]Co-Rotor (Suporte LNB Banda C + KU) receber os sinais nas[/FONT][FONT=&quot] Bandas C e Ku[/FONT]
























    [FONT=&quot]Banda KU [/FONT]
    [FONT=&quot]O que é?[/FONT]

    [FONT=&quot]Relativamente as t[/FONT][FONT=&quot]ransmissões na Banda C, que atingem áreas globais e hemisféricas do planeta, as transmissões em Banda Ku são mais restritas, cobrindo áreas menores e específicas, devido aos focos das antenas que transmitem as suas frequências serem mais fechados.[/FONT]

    [FONT=&quot]Actualmente a Banda Ku é a faixa de comunicações satélite mas utilizada em todo o muito mundo, cobrindo a totalidade da Europa, Japão, Estados Unidos da América e Canadá.[/FONT]



    [FONT=&quot]Banda KU[/FONT][FONT=&quot] é uma faixa de frequência utilizada nas comunicações com satélites que tem as seguintes características :[/FONT]
    1. [FONT=&quot]Espectro de frequência segundo o 15.35 GHz até 17.25 GHz.[/FONT]
    2. [FONT=&quot]Espectro de frequência comercial utilizado - 10.7GHz até 18GHz.[/FONT]
    3. [FONT=&quot]É utilizado um sinal de frequência 14GHz para comunicação no sentido Terra -> satélite e 12GHz no sentido satélite -> Terra.[/FONT]
    [FONT=&quot]Quais são as vantagens? [/FONT]
    [FONT=&quot]A grande vantagem da banda Ku, reside no facto de podermos utilizar antenas parabólicas de tamanho reduzido (ex. 30cm, 60cm, 90cm, 1.2m e 1.8m) e amplificadores de RF de pequeno porte (BUC´s= 2W, 4W, 8W e 16W).[/FONT]

    [FONT=&quot]Podemos citar também que os enlaces satélite em banda KU raramente sofrem interferência de microondas terrestres e a sua utilização em áreas de alta poluição electromagnética pode vir a ser um diferencial.[/FONT]

    [FONT=&quot]Quais são as desvantagens? [/FONT]

    [FONT=&quot]Justamente pelo facto de podermos utilizar antenas de tamanho mais reduzido, a transmissão em Banda Ku é mais susceptível a interrupções causadas pela chuva.[/FONT]
    [FONT=&quot]É por essa razão que a banda C é mais popular em países tropicais. [/FONT]

    [FONT=&quot]Qual o diâmetro recomendado para antenas de Banda Ku?[/FONT]

    [FONT=&quot]Para um cálculo preciso, verifique o nível de sinal de sua região, no mapa de Cobertura, e determine o diâmetro da antena em EIRP [/FONT]
    [FONT=&quot]Quanto maior a antena, maior o sinal, e a qualidade do seu acesso.[/FONT]
    [FONT=&quot]Lembramos que; chuvas, tempestades, ou mesmo nuvens carregadas podem pontualmente diminuir a intensidade do sinal.[/FONT]
     
    mirsofy e pedroj666 gostam disto.
  2. ric_matos

    ric_matos Membro Digital

    Este artigo está muito bom! Tinha algumas duvidas que ficaram esclarecidas.
     
  3. brunozo

    brunozo Membro Li-ion

    Boas pessoal uma pequena duvida se faz favor

    É possivel usar uma antena de Banda C para apanhar a Banda Ku apenas alterando o LNB ou na realidade é tudo diferente e uma antena para C não dá para Ku e vice-versa, mesmo mudando o LNB?

    Obrigado a todos
     
  4. motogato

    motogato Membro Li-ion

    Boas, nao precisas de trocar de lnb...basta teres 1 lnb que de C & KU
     
  5. brunozo

    brunozo Membro Li-ion

    OK então pensei que cada parabólica teria construção especifica para banda C e KU.

    Sendo assim então a questão apenas se coloca em LNB sendo a parabolica parte metálica igual para ambas.
     
  6. paulo silveira

    paulo silveira Membro Li-ion

    Não aconselho a gastares muito nesse lnb para as 2 bandas.Um lnb para a banda C posicionado mais a cima e outro para a banda Ku mais a baixo num suporte multifoco era o recomendável mas para veres na banda C tens que ter antenas de foco primário acima de 1,8m penso eu se for por exemplo para os 40,5W. Podes ter um 2 em um mas depois se o colocares numa posição favorável para a banda C a banda KU depois perde sinal .
     
    Última edição: Janeiro 1, 2013
  7. brunozo

    brunozo Membro Li-ion

    A minha intenção é ver se consigo apanhar o sinal do hispasat em Angola, pois dizem que o footprint não dá mas que houve alguém que conseguiu apanhar o sinal por lá, e as antenas por lá são quase todas banda C e queria ver se dava para usar uma antena dessas mundando o LNB e testar a ver se apanho o sinal.
    Obrigado a tudo
     
  8. PrincePiante

    PrincePiante Membro Digital


    Vejo como muito difícil (para não dizer impossível) captar o Hispa em Angola com antenas acessíveis ao comum do cidadão.
    Em Cabo Verde capta-se com alguma dificuldade...

    Deixo aqui link da cobertura:

     
  9. lixo_20005

    lixo_20005 Membro Li-ion

     
  10. satman2008

    satman2008 Membro Li-ion

     
  11. PrincePiante

    PrincePiante Membro Digital

     
    brunozo gosta disto.
  12. brunozo

    brunozo Membro Li-ion

    Obrigado PrincePiante obrigado, agora acho que vou ter de começar a aprender a ler ;)
     
Engisat