BPN corta prejuízos mas malparado dispara para os 28%

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 11, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Banca

    BPN corta prejuízos mas malparado dispara para os 28%


    11/11/10

    O BPN reduziu os prejuízos para metade do valor registado há um ano, mas o crédito malparado aumentou 12 pontos percentuais em seis meses.

    O Banco Português de Negócios (BPN) reduziu os seus prejuízos para metade, face a Setembro do ano passado, para os 42,3 milhões de euros. Para tal contribuiu o corte de custos feito pela administração, de 15%. O buraco financeiro está estabilizado em cerca de dois mil milhões de euros.
    No entanto, estas são talvez a únicas notícias positivas dos resultados dos primeiros nove meses do ano do banco. A qualidade do crédito sofreu, no final de Setembro, uma forte deterioração e o malparado representa já mais de um quarto da carteira total. Em seis meses, o rácio de crédito vencido sobre o crédito total piorou dos 15,8% para os 27,8%. Uma realidade que não ajuda num altura em que se está a tentar vender o banco e, tendo em conta que são elevados os receios de que, pelo menos no quadro da reprivatização, não se consiga alienar o BPN.
    Questionado sobre tão grande salto no malparado, Norberto Rosa, administrador do banco, explica que este agravamento resulta de créditos que têm vindo a entrar em incumprimento. "Se não há reforço de garantias e pagamento de juros, passa a crédito vencido", refere. O responsável recorda que, quando a actual gestão assumiu o BPN identificou um elevado conjunto de créditos "em má situação", o que obrigou a constituir imparidades que já antecipavam que muitos desses créditos entrassem, no futuro, em incumprimento. "Tínhamos até muitas imparidades para o crédito vencido registado", recorda.



    in DE
     
SatLine 24