BPN: Oliveira Costa está em liberdade

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 10, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Oliveira Costa está em liberdade


    Ex-presidente e fundador do BPN está em liberdade, impedido de sair do País e obrigado a apresentação semanal no tribunal, segundo o "Expresso".


    [​IMG]


    De acordo com o site do jornal, Oliveira Costa está em liberdade desde hoje, condicionado a não poder sair do país e a ter de se apresentar à secretaria do tribunal todas as terças-feiras de manhã.

    O julgamento do responsável, acusado de crimes relacionados com o Banco Português de Negócios (BPN) e com a Sociedade Lusa de Negócios (SLN), está agendado para o próximo dia 15 de Dezembro.

    Até hoje, Oliveira Costa estava em prisão domiciliária.




    in JNeg
     
  2. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Oliveira Costa está em liberdade


    Banca

    Oliveira Costa está em liberdade

    Económico
    10/11/10

    O antigo presidente do BPN está desde hoje em liberdade, quando falta cerca de um mês para o início do julgamento.

    A notícia é avançada pela edição online do Expresso, que não revela onde obteve a informação.
    Segundo o jornal, José Oliveira Costa está apenas proibido de se ausentar do País e obrigado a apresentar-se à secretaria do tribunal semanalmente, às terças-feiras de manhã.
    O fundador do BPN, banco nacionalizado no final de 2008, estava até agora em prisão domiciliária por ser acusado de vários crimes relacionados com o banco e também com a SLN, ‘holding' que detinha o BPN.



    in DE
     
  3. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Oliveira Costa em liberdade mas sujeito a apresentações semanais


    BPN

    Oliveira Costa em liberdade mas sujeito a apresentações semanais

    Económico com Lusa
    10/11/10

    O ex-presidente do BPN foi hoje colocado em liberdade, mas está obrigado a apresentar-se semanalmente no Tribunal Criminal de Lisboa.

    Além disso, Oliveira Costa não pode viajar para o estrangeiro sem autorização do tribunal, avançou hoje à Lusa fonte judicial.
    A nova medida de coação de Oliveira Costa, que estava em prisão domiciliária, resulta de um despacho do juiz que vai presidir ao julgamento do caso BPN, segundo a mesma fonte, que confirmou assim uma notícia avançada pelo site do semanário Expresso.
    O início do julgamento do ex-presidente do Banco Português de Negócios e de outros 15 arguidos esteve marcado para o passado mês de Outubro nas Varas Criminais de Lisboa, mas foi adiado para 15 de Dezembro, revelou na altura Leonel Gaspar, advogado de Oliveira e Costa.
    O ex-presidente do BPN esteve inicialmente em prisão preventiva, mas passou a estar em prisão domiciliária em 21 de Julho de 2009. Oliveira e Costa é acusado de crimes como abuso de confiança, burla qualificada, falsificação de documento e branqueamento de capitais.
    Segundo a acusação do Ministério Público (MP), Oliveira e Costa concebeu um esquema ilícito para obter poder pessoal e proveitos financeiros com o apoio dos restantes arguidos - pessoas singulares e empresas.
    Na sequência desta investigação, o BPN foi nacionalizado. No final de Outubro, a agência de notação financeira Moody's salientou que o banco apresentava insuficiências de capital de dois mil milhões de euros e perdas acumuladas de 216 milhões de euros. Segundo a mesma entidade, as assistências de liquidez asseguradas pela Caixa Geral de Depósitos ascendem a 4,6 mil milhões.



    in DE
     
LMPC