CE propõe aumentos salariais de 0,4% para funcionários

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 10, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Bruxelas

    CE propõe aumentos salariais de 0,4% para funcionários

    Económico com Lusa
    10/11/10

    A decisão da Comissão Europeia (CE) promete criar polémica devido aos planos de austeridade dos Estados-membros.

    No ano passado, Bruxelas e os Estados-membros já entraram em choque devido a esta questão, com os governos europeus a recusarem aumentos de 3,7% propostos pela Comissão, quedando-se pelos 1,85% devido ao contexto de crise económica e rigor orçamental.
    O executivo comunitário, que insiste que apenas está a seguir as regras comunitárias, acordadas pelo Conselho (Estado-membro), recorreu mesmo para o Tribunal Europeu de Justiça, sendo esperada uma sentença em 2011.
    Desta feita, Bruxelas propõe uma revisão salarial tendo em base a evolução dos salários dos funcionários nacionais de uma amostra de oito países europeus, que representam 76% da riqueza da UE (Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha, Holanda, Bélgica e Luxemburgo), mas também um índice de inflação específico para os expatriados em Bruxelas, que aponta para uma subida dos preços de 2,4%.
    No final, argumenta Bruxelas, os funcionários europeus registarão uma perda do poder de compra na ordem dos 2%, à semelhança dos seus colegas dos oito países da amostra utilizada para os cálculos da Comissão.
    No entanto, a questão não é pacífica, até porque os funcionários europeus gozam ainda de regalias e prémios específicos e de um tratamento fiscal privilegiado dado o seu estatuto de expatriados, enquanto em muitos Estados-membros os funcionários públicos viram os seus aumentos congelados ou salários mesmo reduzidos, caso de Portugal.



    in DE
     
Génio Digital