Dívida da ADSE às farmácias sobe para 45 milhões

Discussão em 'Nacional (Notícias)' iniciado por JuizDidi, Novembro 4, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Saúde

    Dívida da ADSE às farmácias sobe para 45 milhões


    04/11/10

    Farmácias já estão a recusar adiantar comparticipação aos beneficiários da ADSE.

    A dívida da ADSE (o subsistema de saúde dos funcionários públicos ) às farmácias já ultrapassa os 45 milhões de euros, apurou o Diário Económico. Em causa está o reembolso das receitas dos medicamentos deste subsistema de saúde pela ADSE, tutelada pelo Ministério das Finanças.
    O valor da dívida refere-se aos últimos três meses, uma vez que desde Agosto que a ADSE deixou de pagar os reembolsos às duas associações que representam as farmácias. A Associação Nacional de Farmácias (ANF) reclama uma dívida de 43 milhões, enquanto a Associação Portuguesa de Farmácias (AFP) diz ter a receber da ADSE mais de dois milhões de euros.
    Em causa está um ofício enviado pela ADSE a estas duas associações, em Setembro, dando conta que "no âmbito do memorando de entendimento para o financiamento directo do SNS, firmado em finais de 2009 e subscrito pelos Ministérios das Finanças, da Administração Interna, da Defesa e da Saúde foi acordado que a ADSE só seria responsável pelo pagamento dos encargos com os medicamentos, adquiridos em farmácias, quando prescritos por entidades não abrangidas pelo SNS", explicou fonte oficial do Ministério das Finanças ao Diário Económico, acrescentando que as novas regras se aplicavam a partir do dia 1 de Setembro. Assim, caberia às farmácias fazer uma triagem das receitas, reencaminhando para o SNS aquelas que dizem respeito a receituário do próprio SNS e para a ADSE as da sua responsabilidade.



    in DE
     
Génio Digital