Dívida portuguesa penaliza rendibilidade do PPR do Estado

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 11, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Dívida portuguesa penaliza rendibilidade do PPR do Estado


    Investimento na dívida pública portuguesa deu retorno negativo de 7,82%, reduzindo a rendibilidade dos certificados de reforma em Outubro.


    [​IMG]


    Os certificados de reforma apresentavam, no final de Outubro, uma rentabilidade a 12 meses de 1,17%, abaixo da prestação anual de 1,3% verificada em Setembro e de 2,95% registada em Agosto.

    Os dados, divulgados hoje no Folheto Informativo do Fundo de Certificados de Reforma, mostram que o fundo que gere os certificados de reforma reduziu a aposta em dívida pública portuguesa para 5,3 milhões de euros, contra 5,6 milhões de euros no mês anterior.

    Este activo, que tem um peso de 35,7% na carteira do fundo que gere as aplicações do PPR do Estado, gerou uma rendibilidade negativa de 7,82% nos 12 meses até Outubro, reflectindo a subida dos juros da dívida pública portuguesa este ano.

    Já a dívida de países da OCDE gerou um retorno positivo de 4,36% e o investimento nas acções deu origem a uma rendibilidade positiva de 18,65%.

    O mercado accionista tem um peso de 19,91% na carteira do fundo, acima dos 18,43% verificados em Setembro.




    in JNeg
     
LMPC