Homem descobre dentes de tubarão com 25 milhões de anos na Austrália

Discussão em 'Internacional (Notícias)' iniciado por kok@s, Agosto 10, 2018.

  1. kok@s

    kok@s Membro Digital

    Phil Mullaly sabia que tinha encontrado algo especial quando se deparou com as presas pela primeira vez.




    [​IMG]




    Um entusiasta de fósseis amador estava a passear por Jan Juc, um local conhecido por já ter sido origem de várias raridades, no sul da Austrália, quando viu alguma coisa a brilhar numa rocha. Foi quando se aproximou que percebeu que se trataria de um dente de tubarão parcialmente exposto.





    Phil Mullaly disse que "ficou imediatamente animado". Aquele foi apenas um de vários dentes que encontrou naquele dia em 2015. Três anos depois, os cientistas confirmaram o seu palpite, conta a CNN. Esta quinta-feira foi-lhe confirmado que se tratavam de presas com 25 milhões de anos e que pertenciam a uma espécie extinta chamada Carcharocles angustidens, um grande tubarão estreito e com dentes muito próximos uns dos outros.




    Acredita-se que o animal medisse cerca de 9 metros, o dobro do tamanho de um grande tubarão branco. Os dentes descobertos na praia tinham sete centímetros de comprimento.



    A descoberta de Phil é uma das mais raras na história da paleontologia, de acordo com Erich Fitzgerald, um paleontologista da maior organização de museus públicos da Austrália, que liderou uma equipa para escavar o local onde foram encontrados os dentes iniciais.



    "Se pensarmos há quanto tempo procuramos fósseis em todo o mundo enquanto civilização - cerca de 200 anos - nesse tempo encontrámos apenas três conjuntos de fósseis deste tipo no planeta inteiro, e esta descoberta mais recente é um dos desses três", garantiu.



    Quando Phil disse a Erich que a rocha onde tinha encontrado o dente ainda se encontrava em Jac Juc, o paleontólogo liderou uma equipa. Vinte minutos após chegarem ao local de escavações, começaram a encontrar dentes.




    No fim, acabaram por extrair mais de 40 tipos de dentes diferentes, sendo que não pertenciam todos ao Carcharocles angustidens. Encontraram ainda outros de Hexanchus, tubarões-de-seis-guelras, que ainda habitam as águas australianas, e que se terão alimentado da carcaça do primeiro.




    nm
     
Engisat
  1. Este site usa cookies. Se continuar a navegar no site, está a concordar com o uso de cookies.
    Fechar Aviso