Impresa abre processo de rescisão com trabalhadores do "Expresso"

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 8, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Impresa abre processo de rescisão com trabalhadores do "Expresso"


    A administração poderá chegar a acordo com um número de entre 10 a 15 trabalhadores.


    [​IMG]


    A Impresa Publishing abriu um processo de rescisão com os trabalhadores do “Expresso”, que vai ao encontro da política de corte de custos anunciada pela “holding” na apresentação de contas do terceiro trimestre.

    No âmbito da previsível quebra de receitas publicitárias e da introdução de uma taxa IVA de 23% para as revistas especializadas, a “administração da Impresa Publishing deu início a um processo negocial com vista à redução de efectivos, em que, tal como é prática do grupo, a rescisão por mútuo acordo será a opção primordial”, referiu fonte oficial da Impresa ao Negócios.

    Com o início deste processo, segundo soube o Negócios, a administração da Impresa poderá chegar à rescisão com um número que varia entre os 10 e os 15 trabalhadores




    in JNeg
     
  2. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Expresso inicia processo de rescisão com trabalhadores


    Crise

    Expresso inicia processo de rescisão com trabalhadores


    08/11/10

    A empresa liderada por Pinto Balsemão anunciou hoje que iniciou um processo de rescisão por mútuo acordo com alguns funcionários.

    O grupo Impresa, liderado por Francisco Pinto Balsemão, anunciou hoje que "deu início a um processo negocial com vista à redução de efectivos, em que, (...) a rescisão por mútuo acordo será a opção primordial", pode ler-se num comunicado enviado à imprensa.
    Ao que o Diário Económico conseguiu apurar os cortes poderão chegar a 15 pessoas, e já estão a ser feitas negociações com os visados.
    No e-mail enviado à redacção, e assinado pelo próprio presidente do grupo - que, além do Expresso, detém a SIC, SIC Notícias -, Balsemão apelou à "necessidade de fazer esforços" e "corte de custos".
    No comunicado oficial, pode ler-se ainda que "tal como foi referido na divulgação das contas trimestrais, a Impresa não deixará de tomar as medidas que considere necessárias para fazer frente à situação adversa que começa a afectar o sector dos media.
    A IMPRESA soube no passado antecipar situações dessa natureza e, por isso, face aos sinais de uma deterioração significativa da conjuntura económica como consequência do reforço das medidas de austeridade, da previsível queda no investimento publicitário e das possíveis medidas que afectarão o negócio dos media como o aumento do IVA em 23% para as publicações especializadas, o grupo não exclui medidas em matérias de controlo de custos, fixos e variáveis", justificou.
    Contactado pelo Diário Económico, Alfredo Maia, presidente do Sindicato de Jornalistas, remeteu uma análise da situação para um comunicado que deverá ser emitido ainda hoje.



    in DE
     
  3. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    “Expresso” negoceia rescisões para dispensar até 15 pessoas


    Impresa

    “Expresso” negoceia rescisões para dispensar até 15 pessoas


    09/11/10

    Depois da restruturação da SIC, em 2008, Balsemão vai abdicar até 15 pessoas no semanário.

    O "Expresso" está a negociar com os seus colaboradores um "processo com vista à redução de efectivos, em que (...) a rescisão por mútuo acordo será a opção primordial", anunciou ontem a Impresa, em comunicado. Ao que o Diário Económico apurou, a decisão, comunicada ontem em reunião com a comissão de trabalhadores, deverá atingir até 15 trabalhadores, incluindo jornalistas.
    O grupo Impresa, liderado por Francisco Pinto Balsemão, justifica-se com a necessidade de reduzir custos. "Tal como foi referido na divulgação das contas trimestrais, a Impresa não deixará de tomar as medidas que considere necessárias para fazer frente à situação adversa que começa a afectar o sector dos media", explica a declaração enviada a todas as redacções da Impresa.
    O grupo proprietário da SIC e da revista "Visão", entre outros títulos, antecipa assim "as medidas de austeridade, a previsível queda no investimento publicitário e as possíveis medidas que afectarão o negócio dos media como o aumento do IVA em 23% para as publicações especializadas".
    Segundo fontes próximas do processo, a medida deverá afectar até 15 colaboradores de diferentes secções. O processo deverá ficar decidido até ao final da semana. Ontem, a direcção apresentou propostas já com valores a dois funcionários.



    in DE
     
SatLine 24