Manuela Arcanjo diz que no lugar de Teixeira dos Santos já se tinha demitido

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 5, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Manuela Arcanjo diz que no lugar de Teixeira dos Santos já se tinha demitido


    "Se alguém é obrigado a seguir políticas que sabe que vão levar ao desastre, ou é conivente ou sai", disse a antiga governante socialista em entrevista ao semanário "Sol".

    Manuela Arcanjo, antiga secretária de Estado do Orçamento e ministra da Saúde de António Guterres, considera que o Orçamento do Estado para 2011 "é um mau Orçamento" e disse que no lugar de Teixeira dos Santos já se teria demitido.

    "Teixeira dos Santos, pela sua personalidade mais simpática, menos autoritária, não se impõe a Sócrates nem aos ministros sectoriais. É tudo reflexo da falta de controlo, de falta de autoridade financeira. Pela sua forma de ser, Teixeira dos Santos foi aceitando", afirma Manuela Arcanjo, em entrevista ao semanário "Sol".



    [​IMG]
    Para mim era impensável como ministro das Finanças não me impor aos ministros sectoriais à medida que as coisas fossem derrapando.

    Manuela Arcanjo
    Professora universitária, entrevista ao "Sol"






    Questionada sobre se se vê na posição do actual ministro das Finanças, Manuela Arcanjo responde pela negativa. "Não, porque já me tinha demitido. Eu por menos o fiz. Se alguém é obrigado a seguir políticas que sabe que vão levar ao desastre, ou é conivente ou sai", respondeu a antiga governante socialista.

    "Para mim era impensável como ministro das Finanças não me impor aos ministros sectoriais à medida que as coisas fossem derrapando", disse ainda Manuela Arcanjo na entrevista ao "Sol".

    Segundo Manuela Arcanjo, o Orçamento do Estado para 2011 "tem um elevado risco de execução e uma dispersão exagerada de medidas”, sendo que “as que têm impacto reduzem-se a meia dúzia". A economista e professora universitária de 56 anos diz ainda que "não há uma política orçamental viável e executável durante um ano onde tudo muda" e sublinha que o ponto de partida é "um cenário macroeconómico irrealista".




    in JNeg
     
  2. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Marcelo defende remodelação do Governo


    Comentador

    Marcelo defende remodelação do Governo


    08/11/10

    Para o comentador político, o ministro das Finanças devia ser o primeiro a sair.

    "Este Governo já devia de ser de salvação nacional. E quando as pessoas interiorizarem o Estado em que efectivamente está o país, nomeadamente em termos financeiros, então é mesmo de salvação nacional", afirmou ontem Marcelo Rebelo de Sousa, na TVI.
    É por esta razão que o comentador defende que "se o primeiro-ministro não estivesse em campanha eleitoral, devia remodelar o Governo, a começar no ministro das Finanças, mas ele não tem quem vá para lá nesta altura do campeonato. Teria que ser um independente, tipo Vítor Bento, desse perfil".
    Mas, sublinha, "não vejo os partidos a fazerem passar no Parlamento um Governo com gente de vários partidos e com independentes que sob a égide do Presidente da Republica tentasse remar na mesma direcção".



    in DE
     
DreamPortugal