Mercado Cambial - Notíçias de 03/11/2010

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 3, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Euro acima dos 1,40 dólares à espera da reunião da Fed


    O Euro está a valorizar 0,07% face ao dólar, para os 1,404 dólares, no dia em que se espera que a Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed) anuncie novas medidas de estímulo para a economia.


    [​IMG]


    A moeda da zona euro está a valorizar face ao dólar. A FED está reunida desde ontem e os analistas esperam que deste encontro saia o anúncio de um novo pacote de estímulos à economia, nomeadamente, através da compra de títulos de dívida, o que pode aumentar a oferta de moeda em circulação nos Estados Unidos da América.

    De acordo com 29 dos 56 analistas auscultados pela Bloomberg, a organização liderada por Ben Bernake pode estar a preparar-se para a adquirir 500 mil milhões de dólares, ou mais, em títulos.

    Lee Hardman, um analista de câmbios do Bank of Tokyo-Mitsubishi, em Londres citado pela Bloomberg, refere que “todos os olhos estão hoje colocados na Fed e este vai ser o principal motor” da moeda norte-americana. O analista acrescenta ainda que no caso da Fed optar por “surpreender pelo lado pacifista, isso pode acrescentar mais combustível” para o que vai contribuir para o enfraquecimento do dólar.

    Já ontem a expectativa em relação ao anúncio de um novo pacote estímulos à economia penalizou a moeda norte-americana. Hoje o euro está a valer 1,404 dólares.




    in JNeg
     
  2. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Euro acelera para máximos de Janeiro


    Cambial

    Euro acelera para máximos de Janeiro


    03/11/10

    A moeda comunitária está a negociar em máximos de nove meses e vale agora 1,411 dólares.

    O euro seguia a valorizar 0,54% para 1,411 dólares, o valor mais elevado desde Janeiro. A moeda única está a beneficiar do anúncio da Reserva Federal norte-americana sobre uma nova vaga de estímulos à maior economia do mundo.
    A instituição anunciou hoje que vai comprar 600 mil milhões de dólares em dívida pública, até Junho de 2011, de forma a garantir mais liquidez às instituições financeiras do país - às quais vai comprar os títulos de dívida. Desta forma o banco central pretende que os bancos facilitem empréstimos às famílias a custos mais baixos, o que deverá estimular o consumo e também a criação de mais postos de trabalho nos EUA.
    "Estas medidas de estímulo são, por natureza, corrosivas para o valor da moeda", disse à Bloomberg Michael Woolfolk, do Bank of New York Mellon. "Quanto mais abrangentes forem as medidas de 'quantitative easing', pior será para o dólar", acrescentou.
    Depois de uma reunião de dois dias, a Reserva Federal norte-americana anunciou hoje que pretende comprar cerca de 75 mil milhões de dólares em dívida pública, por mês, mas garante que vai fazer todos os possíveis para garantir a estabilidade dos preços no país.



    in DE
     
LMPC