PETRÓLEO - Notíçias de 09/11/2010

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 9, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Petróleo renova máximos de dois anos


    A matéria-prima acompanha o sentimento positivo dos mercados bolsitas.


    [​IMG]


    Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) aprecia 0,34% para os 87,36 dólares, depois de ter renovado máximos de dois anos nos 87,45 dólares. Já em Londres, o Brent do Mar do Norte, que serve de referência às importações portuguesas, sobe 0,43% para os 88,84 dólares.

    O petróleo está a acompanhar a tendência dos índices bolsistas, principalmente os do Velho Continente, que também já tocaram máximos de dois anos, Entre as principais praças europeias, a tendência é de valorização, depois de empresas como a Vodafone e a Adecco terem anunciado lucros acima das estimativas.

    Em máximos de sempre estão ouro e algodão. Depois de ontem ter superado pela primeira vez a fasquia dos 1.400 dólares por onça, o metal precioso alcançou um novo recorde, nos 1.422 dólares, com os investidores a refugiarem-se na matéria-prima à medida que aumentam os receios em relação à dívida pública de vários países europeus.




    in JNeg
     
  2. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Petróleo vive maior ciclo de ganhos em 2010


    Energia

    Petróleo vive maior ciclo de ganhos em 2010


    09/11/10

    Há sete sessões que o preço do petróleo não pára de subir. O ‘ouro negro’ reforça máximos de dois anos.

    O preço do barril de crude sobe 0,42% para 87,43 dólares, enquanto o barril de ‘brent', a referência para Portugal, avança 0,75% para 88,88 dólares. É a sétima sessão positiva da matéria-prima, que vive assim o maior ciclo de ganhos desde o início do ano.

    A alavancar os preços do petróleo está a desvalorização do dólar, que torna as matérias-primas mais apelativas, bem como o bom desempenho dos mercados accionistas e as novas previsões da Agência Internacional de Energia (AIE), hoje divulgadas no relatório anual ‘World Energy Outlook 2010'.

    "O petróleo vai continuar a avançar devido à desvalorização do dólar, que não deve inverter tão depressa", disse Matt Smith, da Summit Energy, à Bloomberg. Por seu lado, Andrey Kryuchenkov, da VTB capital, acredita que "factores financeiros como o euro-dólar e os mercados accionistas estão a provocar a subida dos preços, mas que não são esperados ganhos sustentados por mudanças fundamentais".

    No ‘World Energy Outlook 2010', a AIE prevê que o petróleo atinja os 100 dólares em 2015 e negoceie nos 200 dólares em 2035, apoiado sobretudo na procura chinesa. Ao mesmo tempo, a agência internacional estima um crescimento da procura por petróleo de 19% para 99 milhões de barris diários, no próximo quarto de século.

    Com as valorizações de hoje, crude e ‘brent' acumulam ganhos anuais de 10% e 14%, respectivamente.



    in DE
     
Génio Digital