PETRÓLEO - Notíçias de 11/11/2010

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 11, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Petróleo regressa a máximos de dois anos


    Os preços do crude seguem animados pela queda das reservas na semana passada nos EUA e pelo aumento da actividade das refinarias na China.


    [​IMG]


    O “ouro negro” está a reforçar a tendência de subida, depois de ontem ter estado já a ser sustentado pela diminuição dos inventários norte-americanos de crude na semana terminada a 5 de Novembro, quando se esperava um aumento.

    Além disso, foi hoje anunciado que as refinarias na China aumentaram as suas taxas de processamento para um nível recorde, o que também contribui para animar a matéria-prima.

    O contrato de Dezembro do West Texas Intermediate (WTI), “benchmark” para os Estados Unidos, segue a ganhar 0,7% no mercado de Nova Iorque, para 88,45 dólares por barril – o valor mais alto desde 9 de Outubro de 2008.

    Por seu lado, o Brent do Mar do Norte, crude de referência para a Europa, valoriza 0,5% em Londres, para 89,49 dólares por barril.




    in JNeg
     
  2. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    OPEP sobe estimativa da procura mundial para 2011


    Petróleo

    OPEP sobe estimativa da procura mundial para 2011


    11/11/10

    O cartel melhorou a previsão de consumo de petróleo em 2011, com base na retoma dos países desenvolvidos, em particular nos EUA.

    A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) estima agora que a procura mundial de petróleo aumente em 1,2 milhões de barris por dia em 2011, para um total de 86,9 milhões de barris. Esta revisão implica um reforço de mais de 100 mil barris por dia face à estimativa anterior.
    "Um cenário mais forte das perspectivas económicas nos países da OCDE resultou numa revisão em alta para o consumo de petróleo na região em 100 mil barris por dia", lê-se no relatório mensal hoje divulgado pela OPEP.
    "Os sectores dos transportes e petroquímica serão dominantes no crescimento da procura global de petróleo em 2011", acrescenta o cartel no documento.
    A OPEP representa actualmente cerca de 40% da oferta mundial de petróleo e estima-se que essa percentagem aumente para 50% no próximo ano. O relatório hoje divulgado avança ainda que o grupo terá que reforçar a produção para conseguir responder ao aumento da procura.
    Os preços do crude seguiam hoje a negoceiar em máximos de dois anos, depois de o Departamento da Energia dos EUA ter anunciado uma queda surpresa nas reservas petrolíferas do país na última semana. O barril de crude avançava agora 0,7% para 88,44 dólares em Nova Iorque, enquanto o 'brent' crescia 0,5% para 89,45 dólares em Londres.





    in DE
     
LMPC