Portugal ganha poder no Fundo Monetário Internacional

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 9, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Portugal ganha poder no Fundo Monetário Internacional


    Nas últimas semanas, António Borges foi nomeado director e o País subiu sete lugares no "ranking" de voto. Mudanças pouco significativas do ponto de vista formal, mas não despiciendas numa altura em que o País pode precisar da ajuda.


    [​IMG]


    A nova distribuição de votos no Fundo Monetário Internacional coloca Portugal como o 40.º país com mais poder na instituição, uma subida de sete lugares no "ranking" de 185 países. A alteração, anunciada na sexta-feira, acontece poucos dias depois da nomeação de um português para um dos lugares do topo da instituição, o de director para a Europa, o qual será ocupado a partir do final deste mês por António Borges.

    No final da semana passada, Dominique Strauss-Khan anunciou uma reforma de grande dimensão nos poderes do voto do FMI: "Agora temos um 'top 10' de accionistas que realmente representa os primeiros 10 países do mundo, nomeadamente os EUA, Japão, os quatros principais países europeus [Alemanha, França, Reino Unido e Itália] e os BRIC [Brasil, Rússia, China e Índia]."




    in JNeg
     
SatLine 24