PS prepara-se para reforçar mobilização em torno de Alegre

Discussão em 'Nacional (Notícias)' iniciado por JuizDidi, Novembro 9, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Presidenciais

    PS prepara-se para reforçar mobilização em torno de Alegre


    09/11/10

    Manuel Alegre quer que a partir de agora as eleições passem para o centro do debate político.

    Com o Orçamento do Estado aprovado, a candidatura de Manuel Alegre quer colocar as eleições presidenciais no centro do debate político e, para isso, exige a mobilização total do PS em torno desse objectivo. Do lado do partido justifica-se a até agora ausência massiva ao lado de Alegre com questões de calendário - discussão do OE e eleições internas no partido - e garante-se, segundo fontes socialistas ouvidas pelo Diário Económico, que a partir de agora é que o PS irá para a rua. Os apoiantes de Alegre avisam que, se assim não for, o PS vai estar a cometer um erro de "cálculo político".
    A ideia de que Alegre não é um candidato unânime dentro do PS, com todas as fragilidades que daí advêm, continua presente e o repto lançado pelo candidato apoiado pelo PS e Bloco de Esquerda foi visto como um "grito de revolta". No sábado, em Mangualde, deixou um desafio aos dirigentes do partido: "têm de falar, têm de se comprometer, porque este combate não é só meu, não é só dos militantes, é de todos".
    Um apelo reiterado ao Diário Económico por Jorge Strecht Ribeiro, um dos membros da sua comissão política: "os socialistas têm de perceber que há um torneio com dois cavaleiros e, quer se goste ou não, Alegre é o cavaleiro com os nossos brasões". Por isso, o deputado sustenta que "os socialistas que não percebem que a mobilização deve ser integral estão a cometer um erro de cálculo no plano político".
    José Lello, uma das vozes do secretariado nacional do PS que mais duramente rejeitou o apoio a Alegre, desvaloriza a fraca mobilização do PS até aqui e recorda que, "em 1985, com Mário Soares, só se acelerou quando começou oficialmente a campanha". O deputado também lembra que os maiores responsáveis do PS têm estado envolvidos "nesta tarefa gigantesca do OE". E Edite Estrela, também do secretariado, já reiterou que o PS "está mobilizado e vai travar este combate como já travou outro", quando a campanha "aquecer".



    in DE
     
SatLine 24