Resgates dos Certificados de Aforro atingem máximo desde a criação da Série C

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 15, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Resgates dos Certificados de Aforro atingem máximo desde a criação da Série C


    O montante retirado pelos portugueses deste produto de poupança superou em quase 200 milhões o valor das novas subscrições.

    A fuga dos Certificados de Aforro (CA) continua. No mês de Outubro atingiu mesmo um máximo desde que foi criada a nova Série C, com o saldo líquido entre resgates e novas subscrições a cifrar-se em quase 200 milhões de euros.

    Segundo o IGCP, foram retirados 231 milhões de euros dos CA, no último mês. As novas subscrições ficaram-se pelos 38 milhões, sendo o saldo negativo em 193 milhões de euros.

    O saldo líquido é o mais negativo desde que foi criada a Série C, sendo esta uma tendência que se arrasta há vários meses, fruto da baixa rendibilidade que este produto de poupança oferece.

    Para as subscrições realizada este mês, a taxa bruta anual aplicada aos primeiros três meses do investimento é de 1,11%, inferior até à oferecida pelos Certificados do Tesouro que ascende a 1,5% no primeiro ano.




    in JNeg
     
LMPC