"Tablet" MobiOne para empresas chega a Portugal a este mês

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 7, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold


    Inovação

    "Tablet" MobiOne para empresas chega a Portugal a este mês


    07/11/10

    A empresa portuguesa Probitas lança, este mês, um ‘tablet’ dedicado ao sector empresarial para o mercado português.

    MobiOne é o nome de mais um ‘tablet' que estará à venda já este mês, em Portugal. O equipamento chega pelas mãos da subsidiária portuguesa Probitas e é dedicado ao mercado empresarial. O MobiOne, primeiro produto da nova linha da fabricante Motion Computing, conta com um ecrã ‘multitouch' de 11,6 polegadas, processador Intel Atom, 1 ou 2 GB de memória RAM e até 64 GB em disco.
    Ao nível da conectividade, o dispositivo suporta ‘Bluetooth', Wi-Fi e 3G, embora esta última característica esteja disponível como opção, tal como o GPS. O sistema operativo na base é o Windows 7 e o equipamento dispõe ainda de câmara fotográfica incorporada com 1,3 megapixéis. Apesar de ser direccionado ao mercado empresarial, o MobiOne pode ser usado para jogos, entretenimento (vídeos, TV ‘on demand', fotos, músicas e as últimas novidades ‘online', com o Windows Media Center), leitura (eBooks), etc. Este equipamento junta-se a outros dois já comercializados pela empresa: o Motion C5 Mobile Clinical Assistant direccionado à àrea da saúde, e outro ‘tablet' dedicado às ‘utilities' e à cartografia.

    Concorrentes não assustam

    Apesar dos rivais iPad, da Apple, e Samsung Galaxy, o presidente executivo da Probitas, Christophe Collas, estima que, no primeiro ano de comercialização, sejam vendidos entre "10 mil a 20 mil unidades MobiOne, dependendo da evolução do sector".
    Para o crescimento deste segmento de negócio são importantes os acordos desenvolvidos com os operadores que poderão subsidiar os equipamentos, englobando os mesmos num pacote de dados resultando num custo de aquisição praticamente nulo por parte dos utilizadores. Para Christophe Collas "o iPad beneficia do efeito de moda. É um ‘gadget' giríssimo bastante bem realizado com design mas carece de alguma independência." Por exemplo, para iniciar o ‘tablet' da Apple pela primeira vez é necessário ter um computador com o iTunes instalado e fazer a sincronização (tal como acontece com o ‘smartphone' iPhone). O que faz com que o utilizador tenha que gerir pelo menos duas máquinas. Além disso, Christophe Collas realça ainda, que no segmento de multimédia, "falta algo muito básico como poder executar aplicações ‘flash', o ‘chat' Facebook não funciona no iPad e a falta de ‘webcam' integrada."
    O ‘tablet' MobiOne vai estar à venda a partir de 810,70 euros. Um preço competitivo, se compararmos com os valores dos ‘tablet' PC empresariais que a Probitas vende na ordem dos três mil euros.
    Os consumidores individuais já podem comprar o MobiOne ‘online' e, no caso das empresas, têm de contactar a Probitas. De momento, "até oferecemos 5% de desconto às primeiras 500 unidades em pré-reserva", diz Christophe Collas. A Probitas disponibiliza ainda a possibilidade de ‘renting' dos equipamentos em prazos variando de 12 a 60 meses através do acordo celebrado com a financeira Grenke, por cerca de 25 euros mês.



    in DE
     
Engisat