Torresmos de Molho de Fígado

Discussão em 'Receitas Tradicionais' iniciado por hugojoao, Setembro 18, 2007.

  1. hugojoao

    hugojoao Membro Digital

    Torresmos de Molho de Fígado
    Ingredientes:
    • 2 kg de carne de porco (a carne da ponta do entrecosto, entrecosto com ou sem ossos, as pontas feias e mais gordas do lombo e quadrados de toucinho entremeado da barriga) ;
    • 750 g de fígado de porco ;
    • 8 dentes de alho ;
    • pimenta vermelha (picante ou não) ;
    • sal grosso ;
    • 1 dl de vinagre ;
    • 5 dl de vinho branco ;
    • meia folha de louro ;
    • pimenta preta em grão (1 colher de chá) ;
    • 6 cravinhos-da-índia
    Confecção:
    Corta-se a carne aos bocados grandes (as mais gordas em bocados mais pequenos). Pisam-se os dentes de alho com sal e a pimenta vermelha e mistura-se depois o vinagre e o vinho branco. Com esta papa (vinha-d´alhos) temperam-se as carnes, ficando assim até ao dia seguinte.
    O fígado é cortado em fatias grossas e tempera-se à parte com um pouco de sal, vinho branco e um pouco de pimenta e mistura-se à mão.
    No dia seguinte deita-se no fundo da panela o louro, a pimenta em grão e o cravinho e por cima põem-se as carnes mais gordas. Quando estas carnes começarem a ferver, juntam-se as restantes (excepto o fígado), mexendo sempre até os torresmos começarem a querer rosar (alourar). Junta-se então o fígado e o respectivo tempero. Ferve tudo lentamente até o fígado cozer, mexendo de vez em quando. Estando o fígado completamente cozido, desengordura-se um pouco e servem-se os torresmos bem quentes. Guarda-se o restante coberto com a gordura.

    Descrevemos a versão da receita de torresmos de molho de fígado que se usa na ilha de S. Miguel.
    Este prato faz parte das matanças. Faz-se e come-se no dia da desmancha do porco. O que sobre guarda-se, podendo conservar-se um ano coberto de banha. É sempre servido quente.
     
LMPC