Tudo sobre as novas regras do abono de família

Discussão em 'Economia e Finanças' iniciado por JuizDidi, Novembro 1, 2010.

  1. JuizDidi

    JuizDidi Staff Moderador Temático Membro Gold

    Apoios

    Tudo sobre as novas regras do abono de família

    Económico
    01/11/10

    Entram hoje em vigor as alterações às regras de atribuição do abono de família. Veja aqui se vai perder direito a este apoio.

    Cerca de 1,4 milhões de beneficiários já vão sentir os cortes no abono de família em Novembro.


    1. Famílias com um filho não podem exceder 1.257 euros

    O rendimento de referência do abono calcula-se somando os rendimentos do agregado familiar e dividindo-os pelo número de crianças mais um (ver tabela ao lado). No caso de uma família com um filho (em que os cálculos são feitos como se existissem dois) os rendimentos do agregado não podem ultrapassar o tecto de 1.257,66 euros mensais (17.607 anuais).

    2. Agregados com duas crianças têm tecto de 1.886 euros

    Vão continuar a receber abono as famílias que, tendo dois filhos, não tenham rendimentos acima de 1.886,49 euros. Note-se que não conta apenas salário, mas também pensões, apoios à habitação, rendimentos de capitais ou prediais, etc. Uma família com um rendimento médio de mil euros está integrada no 2º escalão, continua a receber abono mas perde a majoração de 25%.

    3. Famílias maiores podem ganhar até 2.515 euros

    No caso de famílias com três filhos, o rendimento do agregado não pode exceder 2.515,32 euros, subindo para 3.144,15 euros para famílias com quatro filhos e para 3.772,98 euros caso existam cinco filhos. Uma família com três filhos a receber, em conjunto, até 838,4 euros fica integrada no primeiro escalão, passando para o segundo se tiver rendimentos entre aquele valor e 1.676,88 euros.




    [​IMG][​IMG]





    in DE
     
    reves gosta disto.
LMPC